Orações relativas explicativas

Como o nome sugere, as orações relativas explicativas nos informam detalhes sobre alguém ou algo, mas a informação contida nelas não nos ajuda a definir sobre o que estamos falando. Analise esta frase como exemplo: "Gorillas, which are large and originate in Africa, can sometimes be found in zoos". Nessa oração, estamos falando sobre gorilas em geral, e não sobre alguns deles. A informação presente na oração relativa explicativa fornece alguns detalhes adicionais sobre os gorilas como um todo. Ela não define um pequeno grupo de gorilas ou um gorila individual. Se a oração relativa explicativa fosse removida da oração, esta ainda permaneceria gramaticalmente correta, e seu significado não seria alterado (embora perderíamos alguns detalhes).

As orações relativas explicativas são compostas por um pronome relativo, um verbo e outros elementos opcionais, como o sujeito ou objeto do verbo. As vírgulas ou parênteses são sempre utilizados para separar as orações relativas explicativas do resto da oração.

Exemplos
  • John's mother, who lives in Scotland, has 6 grandchildren.
  • My friend John, who went to the same school as me, has just written a best-selling novel.
  • My grandmother, who is dead now, came from the North of England.
  • We stopped at the museum, which we had never visited before.
  • I've just come back from London, where John lives..
  • Yesterday I met a woman named Susan, whose husband works in London.

Pronomes relativos

Os pronomes relativos a seguir são utilizados nas orações relativas explicativas. Eles são inseridos no início da oração relativa explicativa e indicam um substantivo que os precede na oração principal.

  Pessoa Coisa Lugar
Sujeito who which  
Objeto who/whom which where
Posse whose    
Diferenças em relação às orações relativas restritivas

Nas orações relativas restritivas, os pronomes "who", "whom" e "which" são geralmente substituídos por "that" no inglês falado. No caso das orações relativas explicativas, você não pode substituir outros pronomes por "that". Também não é possível omitir o pronome relativo, assim como ocasionalmente é possível nas orações relativas restritivas. O uso do pronome é obrigatório, até mesmo quando consiste no objeto do verbo da oração relativa explicativa. Por fim, as orações relativas explicativas sempre devem ser separadas do resto da oração por vírgulas, diferentemente das orações relativas restritivas, as quais não incluem esse tipo de pontuação.

Exemplos
  • He gave me the letter, which was in a blue envelope. (oração relativa explicativa: havia apenas uma carta, e ela era azul. É necessário utilizar "which").
  • He gave me the letter which/that was in a blue envelope. (oração relativa restritiva: havia diversas cartas de várias cores, e ele me entregou a azul. "Which" pode ser substituído por "that". As vírgulas não são utilizadas.)
  • He gave me the letter, which I read immediately. (oração relativa explicativa: havia apenas uma carta. Embora "which" seja o objeto de "read", ele deve ser incluído na oração.)
  • Stratford-on-Avon, which many people have written about, is Shakespeare's birthplace. (As preposições são normalmente inseridas no final da oração relativa.)
  • Stratford-on-Avon, about which many people have written, is Shakespeare's birthplace. (No inglês formal escrito, você também pode inserir a preposição antes do pronome.)
Expressões introdutórias em orações relativas explicativas

As orações relativas explicativas podem ser introduzidas por expressões como "all of" ou "many of", seguidas pelo pronome relativo.

  Pessoa Coisa
all of, any of, some of, a few of, both of, each of, either of, half of, many of, most of, much of, none of, one of, two of, etc. whom which
Exemplos
  • There were a lot of people at the party, many of whom I had known for years.
  • There are 14 girls in my class, a few of whom are my friends.
  • He was carrying his belongings, many of which were broken.
  • He had thousands of books, most of which he had read.
  • He picked up a handful of stones, one of which was sharp.
Utilizando "which" para se referir a outra oração

O pronome relativo "which", quando inserido no início de uma oração relativa explicativa, pode se referir a toda a informação contida na oração antecedente, ao invés de fazer referência a apenas uma palavra.

Exemplos
  • Chris did really well in his exams, which is quite a surprise.
  • My friends were all hiding in my apartment, which isn't what I'd expected.
  • She's studying to become a doctor, which is difficult.